Desenho técnico de moda: a representação gráfica da criatividade

Desenho técnico de moda: a representação gráfica da criatividade

Para chegar nas passarelas e nas ruas, as roupas, sapatos e acessórios são o resultado de um desenho que saiu do papel para invadir a realidade. No universo fashion, o desenho técnico de moda é caracterizado pela utilização das regras da geometria descritiva e espacial para que se consiga construir uma representação gráfica da peça, com todo o volume e as dimensões que carrega, além de contemplar cada detalhe que a compõe.

Em um desenho técnico, é preciso que se especifique todas as informações referentes à coleção, pois esse será o principal elo de comunicação e interação entre quem desenha e quem vai fabricar a peça. Como a ABNT, órgão responsável por normas técnicas no Brasil, considera o desenho em suas especificações, o desenho de moda contempla algumas dessas regras, porém com particularidades que não fazem parte dos recursos de um arquiteto ou engenheiro, por exemplo.

O corpo como inspiração

A roupa é feita para o corpo, então é fácil entender que o desenho de moda precisa ter a estrutura corporal como sua principal inspiração, obedecendo todas as suas curvas, shapes, alturas, formas e articulações. Na verdade, só quando é vestida que a peça de roupa ganha vida, adaptando-se ao volume de cada tipo de corpo, deixando de ser apenas um desenho que saiu do papel e se transformou em uma superfície plana.

O desenho pode ser comparado ao DNA humano; ele é quem vai dar origem à roupa e entregar todas as informações necessárias para a sua confecção e, em alguns casos, para sua produção em grande escala, como acontece com as redes fast fashion – as famosas lojas de departamento. Um desenho técnico pode ser feito manualmente ou digitalizado no computador, e vai considerar a representação técnica do resultado final que se deseja. É interessante destacar a importância do conhecimento do corpo e suas dimensões, além da observação de peças prontas como referência, para que o desenho tenha uma base assertiva de acordo com as proporções corretas do corpo humano.

Blog-Desenhos-de-moda-1Por falar em proporção, esse item é um dos conceitos básicos do desenho de moda pois faz referência ao equilíbrio ideal entre as diferentes partes que compõem o corpo, como a relação de tamanho entre a cabeça, o tronco e as pernas. No desenho técnico, a cabeça é considerada uma unidade de medida que vai fornecer as alturas e larguras do corpo. Outro item básico e não menos importante é a simetria, conceito que traz a semelhança entre os lados direito e esquerdo do corpo, já que esse não mantém as medidas exatas em ambos os lados, e as pequenas diferenças, perceptíveis nas medidas, precisam ser levadas em conta na hora da criação de um desenho, que deve ter um eixo simétrico representado por uma linha vertical que vai da cabeça, passando pelo nariz, até o espaço entre os pés. O volume é mais um conceito básico quando falamos sobre o desenho de moda porque se refere às formas do corpo humano, suas curvas, relevos e concavidades, que farão parte do desenho através de linhas sinuosas.

Desenho que evidencia

Detalhes, linhas, proporções, medidas, acabamentos. O desenho de moda vai evidenciar cada um deles e tudo o mais que for importante para que a peça seja confeccionada de maneira ideal, através dos traços tanto no que for produzido manualmente (que geralmente é monocromático) ou no computador (que aceita melhor as cores, estampas e bordados). Existem diferentes tipos de papel para o desenho manual, e cada superfície vai reagir de um modo ao lápis/grafite ou nanquim, que podem ter espessura dura, média e macia para permitir traços mais finos ou mais grossos, e quando se desenha a lápis, a borracha pode servir tanto para corrigir erros quanto para dar efeitos de luz e sombra aos traços.

Blog-Desenhos-de-moda-2Como já foi dito, o corpo é a referência e a inspiração para o desenho técnico, e a silhueta de cada tipo corporal é o que vai definir as linhas de volume e comprimento do vestuário, bem como as formas do que será proposto. As linhas de um desenho técnico podem ser definidas por letras, por formas geométricas e também por estilos, para que se possa delimitar as medidas, a modelagem, caimento, demarcar decotes, cintura, cavas, quadril e ombros, como podemos observar:

 

Blog-Desenhos-de-moda-2-1 Blog-Desenhos-de-moda-2-2

O desenho técnico está diretamente ligado à maior produtividade e redução de custos, já que quanto mais precisas forem as informações sobre a peça, mais assertiva será a comunicação entre a criação e a modelagem e, claro, mais assertiva e de qualidade será a confecção. Se o desenho for computadorizado, é possível usar a tecnologia a favor da otimização do processo, já que possibilita realizar as alterações necessárias e a utilização de bases predeterminadas, formas espelhadas, ferramentas de costura e efeitos diversos.

Croquis que vão além da roupa

Antes do desenho técnico, o estilista pode optar por fazer um croqui, que é conhecido também como desenho estilizado ou experimental, e representa a ideia inicial sobre o que vai ser a peça de roupa e o caimento dela sobre o corpo, com o objetivo de colocar as ideias no papel sem se preocupar muito com os detalhes específicos da criação, usando traços livres e mais dinâmicos para mostrar diferentes combinações de formas, cores e materiais. O croqui pode ser menos preciso e aperfeiçoado para materializar a ideia, que depois será expressa no desenho técnico e na ilustração de moda, e a partir do croqui, o designer vai estudar, planejar e exteriorizar o que pensou para seu projeto, demonstrando como a peça ficará sobre o corpo, com proporções estilizadas, muitas vezes representadas de modo caricatural e figurativo. O croqui caracteriza o corpo em uma silhueta mais esguia e longilínea, diferente dos primeiros croquis de moda do século XX que utilizavam o Homem Vitruviano, de Leonardo Da Vinci, como referência de proporções, e além disso, geralmente, os croquis contemplam gestos dinâmicos e movimentos expressivos que dão mais vivacidade ao esboço, em uma representação que comunica uma atmosfera e vai além da roupa. No croqui, o estilista vai conseguir, além das informações técnicas, expressar suas percepções, sensações e pensamentos de forma gráfica.

 

Blog-Desenhos-de-moda-3-01

Na moda, o desenho, seja ele técnico ou até mesmo o croqui, vai comunicar a concepção e a expressão das ideias para a concretização dos produtos, e nesse processo incorpora-se os valores culturais que vão gerar a identificação do consumidor com as peças e ainda as tendências da moda e comportamentais, sendo assim o desenho uma forma de expressão dentro do design de moda.

Curtiu esse post sobre desenho técnico? Então deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais. Para conhecer mais o trabalho da Terra Têxtil, acesse o nosso novo site: terratextil.com.br 🙂

Share this article

Leave a comment